Pular para o conteúdo

Metodologia Lean Healthcare: Aprenda a reduzir o desperdício com este método

Nas ultimas décadas organizações em quase todos os setores têm utilizado o Lean, não poderia ficar de fora a metodologia Lean Healthcare, como ferramenta fundamental para mudar a realidade da gestão maximizar resultados e aproveitar melhor o potencial humano.

Nas ultimas décadas organizações em quase todos os setores têm utilizado o Lean como ferramenta fundamental para mudar a realidade da gestão maximizar resultados e aproveitar melhor o potencial humano.

No entanto, esta abordagem pode levar a perdas. O papel das organizações é conhecer as consequências e como diminuir as consequências que esse desperdício pode causar.

Quer saber o que é esse desperdício e como sua empresa pode agir para evitá-lo? Então fique com a gente porque é sobre isso que vamos falar no artigo de hoje.


Como é tratado o desperdício na metodologia Lean healthcare

Metodologia Lean Healthcare
Getty Images

Antes de verbalizar sobre lixo Você realmente precisa entender o que é a filosofia Lean. Em uma tradução literal, o vocábulo frugalidade deve ser entendido como “econômico”.

Em outras palavras, é um método de usar não mais do que os recursos necessários para realizar um trabalho, etapa ou processo específico e evitar desperdícios.

A ideia central desta metodologia é maximizar o valor da entrega para o cliente e minimizar o desperdício. Simplificando, Lean significa criar mais valor para os clientes com menos recursos.

O objetivo final será sempre entregar valor perfeito ao cliente. É uma filosofia de gestão focada na redução dos sete tipos de desperdício, ou seja, qualquer atividade que consumir recursos, mas não agregue valor ao cliente.

Para entender o que significa a filosofia Lean, você deve se perguntar por que há desperdício em uma metodologia criada para evitá-lo, certo?

Bem, tenha em mente que nem todas as atividades desnecessárias podem ser eliminadas do seu processo de trabalho.

Alguns deles são necessários, como testes de software, nem todos os clientes estão dispostos a remunerar, mas é extremamente importante garantir a qualidade da entrega.

Na verdade, as atividades que agregam valor aos clientes constituem uma parte muito pequena do processo geral de negócios.

É necessário que a empresa se concentre em minimizar ao máximo o desperdício.


Para melhor implementar e compreender esta proposta, a filosofia Lean identifica 7 tipos de desperdícios:

  1. Superprocessamento
    Adiciona trabalho extra a algumas operações. informações redundantes transações desnecessárias relatório não utilizado Recursos de software que os usuários não desejam.
  2. Transferência
    A transferência de informações entre departamentos de negócios e diferentes sistemas e as barreiras de segurança ao fluxo de informações.
  3. Defeitos
    No caso dos defeitos de fabricação ou erro humano. Equívoco de rastreio informações imprecisos que levam o decisões incorretas.
  4. Inventário
    Compra de ferramentas online que a equipe raramente usa, excesso de informações causando problemas de busca e controle de versão, acúmulo excessivo de trabalho.
  5. Deslocamento
    Movimentos humanos desnecessários para completar tarefas. muitas aglomerações Tente encontrar informações específicas. Avançar continuamente as prioridades.
  6. Espera
    Espera desnecessária dentro do processo aguardando aprovação da gerência sênior Desligando o sistema.
  7. Superprodução
    Superprodução adicional relatórios não lidos ou negligenciados.

Reduzir ou eliminar o desperdício pode ser dividido em duas tarefas: pesquisar problemas e desenvolver soluções.

Se a função operacional dos funcionários e a responsabilidade de identificar e solucionar problemas são segmentadas pela gestão perde-se o potencial de melhoria.

Os colaboradores que estão diretamente envolvidos no processo conhecem as nuances e enxergam os problemas que podem ser transformados em oportunidades de desenvolvimento.

Eles precisam ser treinados e motivados a ter um olhar crítico sobre os processos, a partir do conhecimento das circunstâncias de suas atividades, usando o conhecimento dos funcionários da linha de frente, as organizações recebem problemas e soluções que precisam ser implementadas e tratadas.


O que é um método Lean Healthcare?

É uma ferramenta de gestão inspirada no sistema de melhoria da qualidade desenvolvido pela Toyota, que visa inovar os processos e operações dos estabelecimentos de saúde com o objetivo de gerar valor para o cliente.

Seu uso já é uma tendência na América do Norte, Reino Unido e Austrália, e está conquistando instituições de saúde em todo o Brasil.

É um modelo focado na racionalização de recursos e melhoria contínua, através de processos simples para gerar mais valor para as necessidades dos clientes.

A ideia principal é maximizar o valor para o cliente oferecendo o produto ou serviço certo no momento certo, com alta qualidade e preço justo.

Essa metodologia pode ser facilmente adotada por diversos tipos de instituições médicas, públicas e privadas, como hospitais, clínicas e laboratórios.

Com o aplicativo Lean Healthcare, gestores e profissionais de saúde terão soluções inteligentes para melhorar a qualidade do atendimento ao paciente, reduzir custos, otimizar processos e aumentar a produtividade e lucratividade.


Uma abordagem que o Lean sugere é visitar o Gemba

Isso pode ajudar a identificar o desperdício. Esta é uma técnica usada para rastrear onde o trabalho real ocorre.

Dessa forma, você pode observar os diversos processos em execução e ver onde estão as atividades de resíduos.

É usado para indicar que as pessoas cuja profissão é a produção estão em condições de fazer melhorias nos processos.

Isso significa que o Gemba pode ser qualquer local de trabalho, onde as ações acontecem e onde os fatos podem ser descobertos.

Consequentemente, ir ao Gemba é ir onde os processos realmente acontecem.

Isso é extremamente importante para comprender o potencial de melhoria, já que as pessoas de lá estão envolvidas nos processos do dia a dia.

Muitas vezes, os gerentes não tomam decisões porque ignoram essa parte importante da produção.

Eles desprezam todo o conhecimento que pode ser adquirido conversando com aqueles que veem o processo no dia-a-dia que conhecem os erros e possivelmente têm ideias que resolverão os problemas.

Pois bem, como chegamos, conseguir reduzir os desperdícios que ocorrem no dia a dia de uma organização é uma das condições mais importantes para a construção de uma empresa de sucesso.

É por isso que as empresas precisam reconhecer que o desperdício é e sempre será, e é importante construir estratégias para identificar e saber como reduzir seu impacto.

Portanto, a implementação de uma abordagem enxuta deve ser uma das prioridades das organizações que desejam se manter competitivas no mercado.

nv-author-image

Joao Ad. Santos

Com uma carreira atuante na área de Projetos de Tecnologia de Informação, desenvolvo trabalhos voltados para a gestão das atividades da área, atuando em empresas do segmento de saúde e consultorias em tecnologia.

Deixe sua opnião ...

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Aprenda a reduzir o desperdício com Lean Healthcare Armazenamento em Nuvem e Transformação Digital Porque usar metodologias Ágeis? Atualizado em 2022 O que é Business Agility? Resumo completo O que precisa ser analisado no projeto de viabilidade econômica do projeto